Seu navegador não suporta JavaScript!

março

21

Marketing de origem: saiba mais sobre essa estratégia

Postado por Arkétipo Agrocomunicação em Marketing No Agronegócio
Hoje, o acesso a produtos é quase infinito e a diferenciação entre eles é cada vez menor. Agregar valor a um grupo de produtos dando ênfase a seus atributos emocionais, étnicos, culturais, regionais e muitos outros resume o que vem a ser marketing de origem.
Imagem do Post

Para entender o significado de marketing de origem precisamos lembrar de como os alimentos eram vendidos no passado. Quase não existiam marcas e os produtos eram vendidos a granel ao consumidor final. As marcas que haviam não precisavam se diferenciar pois as opções eram poucas. Hoje, o acesso a produtos é quase infinito e a diferenciação entre eles é cada vez menor. Ainda assim, tem frigorífico vendendo carne de boi por carne de boi, produtor vendendo café por café, leite por leite, cada um por si e no fim tudo vira commodity[1].

Agregar valor a um grupo de produtos dando ênfase a seus atributos emocionais, étnicos, culturais, regionais e muitos outros resume o que vem a ser marketing de origem. O mundo tem muitos exemplos bem-sucedidos onde a iniciativa partiu de associações de produtores e cooperativas, como o café da Colômbia, o presunto de Parma, o queijo Parmigiano-Reggiano na Italia ou a Quality Meat Scotland, organização escocesa dedicada a promover a carne produzida no país. Essas associações mantêm planos de marketing e programas dedicados a evidenciar características exclusivas de seus produtos e das regiões onde são produzidos, ganhando vantagem competitiva graças a sua procedência.

Imagem no corpo do Post

O marketing de origem funciona de forma quase linear: um grupo de produtores, um produto de qualidade, boas práticas de fabricação, certificações, domínio da cadeia e uma boa história para contar, que pode ter origem na etnia de um povo, em sua cultura e costumes. A partir daí eu não vendo mais carne por carne, por exemplo. Eu vendo a carne da região do vale tal, a qual é conhecida por tais características. O consumidor entra no site e pode saber tudo sobre as boas práticas e entender, por exemplo, o que é rastreabilidade e o que ela significa para o bife que ele está consumindo.

As iniciativas devem partir de entidades representativas pois o produtor sozinho não possui recursos para iniciar um plano de marketing de toda uma região. Porém, ações nesse sentido já foram abandonadas por falta de engajamento dos envolvidos. Para dar certo, a ideia de associativismo tem que estar bem disseminada e todos devem ter entendimento de que a marca que estão construindo depende da dedicação de cada um para sustentar os atributos prometidos.

A percepção de qualidade só vai se sustentar se a marca entregar o que promete. Eu posso dizer que faço “o melhor hambúrguer do mundo” porque, a não ser que alguém já tenha provado todos os hambúrgueres do mundo, na prática ninguém consegue provar que não faço e ninguém antes de mim disse que fazia o melhor hambúrguer do mundo. Porém, se eu não entregar um produto de qualidade, uma experiência gastronômica, todo meu esforço de construção de marca irá por água abaixo.

O marketing de origem não é usado somente para promover as marcas em mercados-alvo, mas também para defender mercados locais do ataque de concorrentes de outras regiões ou mesmo de outros países. Em resumo, é um conjunto de ações que reúne razão e emoção e que pode significar rever toda a estrutura de produção para obter certificações oficiais de origem, programas de integração e alinhamento tecnológico de produtores, além de um robusto projeto de construção de marca conduzido por profissionais de marketing e comunicação. O resultado, a médio prazo, são produtos diferenciados e com alto valor agregado, prontos para ganhar grandes fatias de mercado.

 

[1] qualquer bem em estado bruto, ger. de origem agropecuária ou de extração mineral ou vegetal, produzido em larga escala mundial e com características físicas homogêneas, seja qual for a sua origem, ger. destinado ao comércio externo. (HOUAISS, 2001)

 

---------------------------------------------------

Saiba mais sobre Marketing no Agronegócio:

Curta a nossa Fanpage: https://www.facebook.com/ArketipoPropaganda/
Nos encontre no Instagram: arketipoagro

Publicações referentes:

XAVIER, Coriolano. O poderoso marketing de origem. www.milkpoint.com.br - acesso em 26 de janeiro de 2016
TEJON, José Luiz et XAVIER, Coriolano. Marketing & Agronegócio. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

Tags:

agronegócio, agrocomunicação, marketing, marketing de origem, agromarketing, comunicação integrada, rastreabilidade, commodity, marca, branding